segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Visualização: ver com a mente é necessário para a magia




Visualização é uma das coisas mais importantes de rituais religiosos, sejam eles pagãos ou não. A visualização consiste num processo de formação de imagens mentais o mais próximo possível do objeto real. No caso da magia, a visualização é utilizada como forma de formar as imagens dos objetivos de rituais e como forma de direcionar o poder pessoal e a energia natural durante a magia.


Durante nossos rituais nós utilizamos muito a visualização, desde a abertura do circulo (onde visualizamos o circulo de poder se formando), até mesmo os próprios atos mágicos e rituais (visualizar o que estamos pedindo, o que estamos recebendo e etc). tudo isso é imprescindível para que um ritual dê certo, sem visualização você provavelmente nunca conseguirá um ritual bem sucedido.


Ao contrário do que muitos pensam a visualização é função da mente consciente, ou seja, é algo que você pode controlar plenamente e pode e deve exercitar. A visualização deve ser entendida como um grau elevado da visão: o ver com a mente, literalmente.


E como exercitar a visualização? É importante observar que a visualização anda sempre junta da meditação, porque essa prepara e estabiliza o seu corpo para que sua mente possa ficar livre na visualização. Se você ainda não leu o post sobre meditação essa é a hora.


Um primeiro exercício simples de visualização consiste em que você relaxe seu corpo em uma posição confortável e comece a visualizar as fases de uma planta: veja a semente, veja a brotar, crescer, dar flores, frutos e murchar até morrer. Não tenha pressa e visualize com o máximo de realidade que conseguir. Esse exercício vai te ajudar sobretudo na visualização de objetivos exatos durante rituais, porque você está direcionando o seu pensamento para apenas um objeto em diferentes fases, mas o mesmo objeto. Se lembre sempre durante seus rituais de visualizar com o máximo de exatidão e certeza todos os elementos e objetivos envolvidos.


A visualização e a meditação também são os primeiros passos para uma experiência espiritual inigualável: a projeção astral, também conhecida por viagens astral entre outros nomes. Um exercício para treinar a visualização de uma forma mais intensa e mais propensa a viagem astral (que publicarei em breve) é a que Scott Cunningham apresenta em um dos seus livros. O exercício possui 4 passos:






1º passo: Sente-se ou deite-se confortavelmente de olhos fechados. Relaxe seu corpo. Respire fundo e acalme sua mente. Figuras continuarão a surgir em sua mente. Escolha uma delas e mantenha-s. Não permita que surjam outras imagens que não a que escolheu, Mantenha essa imagem o mais que puder, deixando-o em seguida sumir e finalizando assim o exercício. Quando puder reter uma imagem por mais do que alguns minutos estará pronto para passar para outro passo.

2º passo: Escolha uma imagem e a retenha em sua mente. Você pode optar por tê-la fisicamente presente e estudá-la antes, analisando cada detalhe – o modo como as sombras se formam, suas texturas, cores, até mesmo um odor. Pode escolher uma pequena forma tridimensional. Após estudá-la cuidadosamente, feche os olhos e veja o objeto diante deles – como se estivesse com os seus olhos físicos abertos. Não olhe para o objeto físico novamente com seus olhos físicos, mas sim com a sua imaginação mágica – com seus poderes de visualização. Quando puder manter essa imagem perfeita por mais de 5 minutos prossiga.

3º passo: Visualize algo, qualquer coisa, mas de preferência algo que nunca tenha visto. Agora feche seus olhos e veja – realmente veja esse objeto em sua mente. Ele nunca existiu, você está criando por meio de sua visualização, sua imaginação mágica. Torne esse objeto real. Vire-o em sua mente para que possa vê-lo de diversos ângulos. A seguir deixe que desapareça. Quando puder sustentar qualquer imagem criada por cerca de 5 minutos avance para o próximo passo.

4º passo: Mantenha uma imagem criada em sua mente com os olhos abertos. Tente mantê-lo visível, real, palpável. Olhe fixamente para uma parede, para o céu ou uma rua completamente movimentada, mas veja o objeto lá. Torne-o tão real que possa tocá-lo. O verdadeiro teste da visualização está em nossa capacidade de tornar o objeto tão real(ou estrutura) visualizando, tão real e parte de nosso mundo. Depois que você conseguir realizar plenamente esses exercícios estará apto para realizar com êxito qualquer feitiço, ritual e projeção astral!






Vamos fazer da meditação e da visualização hábitos para podermos desenvolver nossas práticas com maior eficácia e evoluir espiritualmente em conhecimento ;)






Fonte: Grimório da Luna

Um comentário:

  1. Maaaaravilhoso!! Não vejo a hora de começar! Parabéns pelo post <33 adorei

    ResponderExcluir