Translate

segunda-feira, 7 de maio de 2012

Esbath de Janeiro - Lua da Benção

A Lua da Bênção - Janeiro



Janeiro em gaélico quer dizer Eanáir, a Lua amarela da cor do feno e do hidromel. Ela representa o tempo em que os antigos pagãos preparavam os campos para o ciclo de celebrações das colheitas.

Pronúncia em gaélico:  Eanáir - Janeiro

Durante esta Lua vivenciamos o verão, uma época abençoada e cheia de vida.

Somos exaltados por uma criatividade vívida, inspirando-nos a desenvolver o belo dentro de nós e a exteriorizá-lo das mais variadas formas. A arte da criação está plena de novas influências.

Ao mesmo tempo, a energia é vibrante e tudo se torna possível... O contato com o mundo feérico se faz de maneira muito mais fácil, pois a alma rompe as barreiras da ilusão, dando vazão ao que vai além da simples percepção dos cinco sentidos.

A intuição aflora e nos ensina que tudo aquilo que vem FÁCIL é muito MELHOR. Todo caminho que apresenta certa dificuldade, em sua trajetória, indica que ainda é hora de esperar o seu devido amadurecimento e que poderemos seguir mais adiante onde a trilha nos parece mais suave.

Atente para as várias possibilidades do universo e perceba como tudo caminha na mais perfeita harmonia... Sinta como você se encaixa nessa grande teia da vida.

No Druidismo aprendemos que cada ser carrega em si a conexão sagrada com os Deuses, ou seja, a integração do homem com o Todo e o ambiente que o cerca. Interligados como um nó celta.

Explore o prazer da tranquilidade durante esta Lua. Agora, não há nada a fazer senão esperar pela colheita, de uma forma equilibrada, renda-se ao tempo e respeite o ciclo natural de cada fase. Acalme o seu coração e confie!

Mesmo que tudo lhe pareça fora do lugar, saiba que o equilíbrio novamente será restaurado, mesmo àqueles que estão sofrendo duras perdas, devido ao abuso do homem contra a Mãe Natureza.

Neste novo ciclo precisamos encontrar, também, o equilíbrio natural entre celebrar os longos dias do verão, o calor e o início das colheitas, ao momento de se estar sozinho.

Esteja consciente desta pausa, usando-a de forma a lhe inspirar a alma e o coração, permitindo-se absorver todo esse precioso tempo para pensar, refletir e sonhar...

Observe aquilo que precisa ser mudado em sua vida. Caminhe entre as árvores, respire profundamente e relaxe. Aguarde e os sinais logo se apresentarão.

Esta consciência irá, naturalmente, aprofundar-lhe a compreensão de si mesmo e do meio em que se vive. Para um druida, esta é uma percepção muito importante, permitindo-lhe interagir com honra, confiança e honestidade, principalmente, consigo mesmo e com o mundo que lhe rodeia.

E acima de tudo, aprenda que a paciência é a virtude dos fortes... Awen!

0 comentários:

Postar um comentário